Dias estranhos de estranhos movimentos

Que bom! Os movimentos existem e estão vivos. Greve dos motoristas de ônibus, depois de mais uma renúncia fiscal, da PEC das 12 horas!
Meu primeiro impulso é a solidariedade, com o cuidado de entender as suas origens e o processo de canalização improvisada para um dia de greve, com pauta propositiva e justificável. Uma categoria que sofreu o maior processo de rotatividade de quadros e incorporação de funções de cobrança e liberação de roleta. Estranhei apenas o fato das vans pararem de circular com um sincronismo invejável.
As paralisações foram consideradas abusivas, mas a dupla função é desconsiderada pelo atento judiciário e pela atenta mídia. Abusos à parte, entre partes de partes, excluídas e incluídas, criminalizadas e protegidas, devemos condenar a violência construída e reconstruída por governos militarizados e passivos ao que se processa nas grandes cidades, centros urbanos sem urbanidade, em particular no Rio de Janeiro.

Que bom, os movimentos estão vivos! Que pena, os sindicatos andam cuidando apenas da aplicação do imposto sindical no mercado especulativo!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s