Ponto de fugas clássicas, com ou sem passaportes retidos

Interessante postura da nossa mídia tradicional e alternativa em relação à fuga de um condenado, sem crime configurado, por razões meramente políticas. Afirme-se, em alto e bom tom das letras, o STF acaba de enterrar definitivamente a transição democrática neste país. Todo o sentido ético e moral propalado aos quatro ventos foram literalmente recolhidos ao lixo desta caixa preta preconceituosa, servil, prepotente, totalitária e, naturalmente, excludente econômica, social e política.

Se os agentes federais americanos Alan Doyle Durham, de 43 anos, e Aaron Thomas Jones, de 34, acusados judicialmente de agredir uma brasileira em pleno voo para os EUA, tiveram seus passaportes retidos em juízo, mas se ausentaram na agendada (06/10/2010) audiência por determinação judicial, na 9ª Vara Federal do Rio, porque “fugiram” pela porta de um aeroporto internacional, sob jurisdição da Polícia Federal?

Agora cobram o mesmo em relação ao Pizzolatto! Cobrem justiça para todos! Cobrem coerência de todos! Cobrem passaporte de todos! Cobremos todos processos transparentes!

Lugar de corrupto, corruptor e corrompido, com passividade ativa para o lobby, é em uma penitenciária agrícola. Corrupção é crime hediondo e, como tal, condenável, com provas comprovadas!!!

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s